INVESTIR EM QUALIFICAÇÃO É FUNDAMENTAL


RECURSOS HUMANOS 
Aperfeiçoamento deve ser contínuo em todos os níveis
“Segurança com qualidade se faz com talentos humanos, profissionais selecionados, éticos e comprometidos com sua responsabilidade”. Estas qualidades, destacadas pelo gerente da Etese, Herberto Frankowiak, devem estar presentes em todos os níveis da empresa, pois o desempenho do profissional, independente de seu cargo, repercute diretamente na imagem da empresa prestadora do serviço. Segundo o consultor Osvaldo Poffo, o esforço de se manter funcionários conscientizados deve ser contínuo e constante para que se crie uma cultura de segurança.
As escolas técnicas que atuam neste segmento têm papel fundamental nesse processo. São elas que formam, reciclam e colocam no mercado profissionais preparados para atuar nas mais diversas áreas de segurança. Para o gerente comercial da empresa Tele-Alarme, Jackson R. Ristow, os colaboradores são a parte mais importante do processo. “Estes profissionais lidam diretamente com situações de emergência e crise, por isso, toda a equipe deve aperfeiçoar-se, ter controle emocional e bom senso”, diz. Esta opinião é compartilhada por outras empresas de segurança que, cada vez mais, buscam oferecer serviços diferenciados.
O profissional que pretende ingressar neste mercado de trabalho deve ter em mente a importância dos treinamentos e da sua reciclagem profissional, devido às constantes inovações tecnológicas no segmento. Ainda segundo Ristow, as exigências serão cada vez mais acentuadas. “As qualidades pessoais, a formação educacional, a experiência profissional e o aperfeiçoamento são diferenciais impostos pelos novos tempos”, conclui.
Cursos contribuem para formar líderes
Além da mão-de-obra básica para a área de segurança, as empresas do setor buscam profissionais qualificados em alta e média gestão para ocupar cargos como o de supervisor de segurança. Este profissional deve mostrar habilidades específicas e ter formação em cursos avançados. Segundo Ristow, o supervisor de segurança é um líder e, como tal, deve saber administrar as diferenças individuais e conquistar a confiança do grupo. “O supervisor não é mais aquele carrasco que cobra números, e sim quem orienta para que as normas pré-estabelecidas pela empresa sejam cumpridas”, reforça.
Fonte: Jornal A Notícia – Caderno Especial Segurança

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: