O USO DE BOTAS MILITARES E SUAS PRESCRIÇÕES

Nesta matéria veremos as prescrições diversas do uso de botas militares o “coturno” em unidades militares bem como a sua fabricação, no Brasil muitas das empresas de segurança privada fornece aos seus colaboradores uniformes operacionais juntamente com botas militares o famoo “coturno”, este sapato além de ser muito usado nas unidades operacionais de forças armadas traz a cada unidade uma amarração individual que identifica sua guarnição
militar deixando-o além de tudo mais fixo ao pé bem como uma aparência mais operacional de combate. ( ver matéria amarrações em botas militares e de uso civil )

O COTURNO:
Coturno é um tipo de calçado, mais precisamente um tipo de bota, voltada principalmente para o uso por militares em atividades de combate. Geralmente são feitos de couro (tratado de maneira especial para tornar-se impermeável), porém tecnologias modernas permitem a fabricação de coturnos com materiais como kevlar e nomex. O objetivo do coturno é oferecer ao combatente uma combinação de atrito com o solo (evitando escorregões), estabilidade do tornozelo (evitando torções) e proteção para os pés. Apesar da aparência rústica, coturnos modernos podem ser bastante confortáveis.

CAPÍTULO VIII – DAS PRESCRIÇÕES DIVERSAS PARA O USO DE COTURNO NAS ORGANIZAÇÕES MILITARES:
Art. 132. O uso de peças do equipamento individual e do cadarço de cor branca nas paradas, desfiles, guardas de honra, solenidades militares e serviço de guarda será regulado, em cada área, pelos respectivos Comandantes de Guarnição.
Art. 133. As Organizações Militares do Comando Militar da Amazônia usarão coturnos pretos de lona verde e as Organizações Militares da Brigada de Operações Especiais usarão coturnos castanho escuro de lona verde. (Port 810 – 18 Dez 03)
Art. 134. As Organizações Militares da Brigada de Infantaria Pára-quedista usarão coturnos de couro marron e a Organização Militar de Caatinga usará o coturno de couro preto. (Port 810 – 18 Dez 03)
Art. 135. As demais Organizações Militares usarão coturnos pretos de lona preta. (Port 810 – 18 Dez 03)
Art. 136. As cores das boinas de que trata este Regulamento são as seguintes:
I – azul-ferrete:
a) cadetes;
b) alunos:
1. do IME;
2. da EsPCEx;
3. dos CPOR e NPOR;
4. dos CFS (carreira);
II – bordô: Brigada de Infantaria Pára-quedista;
III – camuflada: Organização Militar da Amazônia;
IV – garança: Colégios Militares;
V – preta: Grande Unidade Blindada ou Mecanizada, Organização Militar Blindada ou Mecanizada e o Regimento Escola de Cavalaria;
VI – cinza: Organização Militar de Montanha;
VII – azul-ultramar: Organização Militar de Aviação de Exército;
VIII – bege: Grande Unidade Aeromóvel e Organização Militar Aeromóvel;
IX – castanho escuro: Brigada de Operações Especiais; (Port 810 – 18 Dez 03)
X – verde-oliva: demais Organizações Militares. (Port 810 – 18 Dez 03)

Fonte: http://www.wikipédia.org/
Publicado: http://segurancaprivadadobrasil.blogspot.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: