ADICIONAL DE RISCO NÃO É SUFICIENTE

TRANSPORTE DE VALORES

Vigilantes de carro-forte precisam de mais segurança nas operações

Assaltos a carros-fortes estão cada dia mais comuns. O maior problema é o confronto desigual. Vigilantes, munidos apenas com revólveres calibre 38 e escopetas calibre 12, enfrentam bandidos que portam armamentos antiaéreos com alto poder de destruição. Nesses confrontos, muitos ficam mutilados, perdem seus membros e outros perdem até sua própria vida.
Ter um adicional de risco de 30% não é suficiente para garantir a devida segurança dos vigilantes de transporte de valores. Coletes balísticos com maior proteção precisam ser disponibilizados e os carros precisam ser maior nível de blindagem. As empresas também fazer alterações nos esquemas de segurança e nas rotas para dificultar a ação dos criminosos. Outra medida de extrema relevância é a revisão da legislação para ampliar o poder de fogo dos vigilantes, permitindo maior possibilidade de defesa. Essas medidas são essenciais para melhorar a condição de trabalho e a segurança dos que atuam no transporte de numerários.

FEDERAÇÃO NA ÁREA
Com a intenção de unificar nacionalmente as negociações pra o transporte de valores e lutar por melhorias para o segmento, a Federação dos Empregados em Transporte de Valores e Escolta Armada (FENATRAVE) está sendo criada. O Paraná será representado por Paulo Sérgio Gomes, atual responsável pelo Departamento de Transporte de Valores e Escolta Armada do SINDVIGILANTES de Curitiba (DTV), que será o secretário geral. Adeindo dos Santos, secretário geral do Sindicato dos Vigilantes de Cascavel, também fará parte da diretoria da nova federação.
“A idéia é criar uma mobilização nacional para o transporte de valores, com uma data-base única”, afirma Paulo Sérgio. O motivo para a unificação é o fato das empresas estarem presentes em todos os estados atendendo os mesmos clientes. “Assim, os salários e os benefícios serão unificados nacionalmente”, afirma. Para Adeindo, a Federação vai agregar o trabalho a nível nacional. “Trabalhando em conjunto, teremos mais êxito nas negociações. Poderemos estender os benefícios a todos os estados e trocar informações que certamente contribuirão para o crescimento do setor”, completa.
Com previsão para entrar em atividade no segundo semestre, a FENATRAVE terá como presidente Heralde Santos, atual presidente do SINDIFORTE, no Rio de Janeiro – Brasil. “Nosso objetivo é fazer um trabalho, junto com os sindicatos, organização dos trabalhadores a nível nacional”, afirma Santos. Lutar pelo estacionamento exclusivo no país todo será uma das prioridades da FENATRAVE. “Nós somos um serviço de utilidade pública. Precisamos ter uma atenção maior por parte das autoridades para melhorar nossas condições de trabalho”, diz.
Atualmente, as empresa Prosegur, Brinks, Protege e Grupo Nordeste são os principais prestadores de serviço de transporte de valores no país. “A FENATRAVE representará todo o Brasil e terá legalidade para negociar igualmente para todos os estados”, afirma Paulo Sérgio. A sede da FENATRAVE será na Rua: General Brusse, 703, 3º andar, São Cristovão, Rio de Janeiro-Brasil.
Participe das enquetes do Blog, deixe seu comentário e seja um seguidor deste Blog fazendo seu cadastro gratuito, sua visita e participação é muito importante para que juntos possamos mostrar o valor da segurança privada.

Autor da matéria: Revista Vigilante em Foco 2010

Publicado: http://segurancaprivadadobrasil.blogspot.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: